Escondidinho de carne, fazendo do limão uma limonada

Por : | 0 Comentários | On : 2 de fevereiro de 2014 | Categoria : O que tem para hoje

Escondidinho

Essa receita é simplesmente extraordinária e o mais curioso é que chegamos a ela por acaso. Planejamos fazer um escondidinho tradicional em um sábado qualquer, assim fomos ao mercado comprar os ingredientes. Entre as diversas bancas do mercado nos deparamos com uma que só vendia aipim. Na hora tivemos certeza de se tratar do lugar mais apropriado para comprarmos o ingrediente principal do nosso escondidinho de carne de sol.

Ledo engano, não fazíamos ideia da furada na qual estávamos entrando. Na verdade deveríamos ter desconfiado quando a Hanna perguntou aos mais de cinco vendedores que dividiam uma banca de 2mx2m qual era a diferença entre os dois tipos de aipim que estavam vendendo, uma branca e outra mais amarela. Todos começaram a olhar uns para os outros até que um deles tomou coragem e inventou uma resposta qualquer. Até hoje não sei qual a real diferença entre ambas, de qualquer forma perdemos a chance de ir embora comprar em outra banca e acabamos levando a mandioca branca (???).

Chegando em casa o processo começou. Dessalgar a carne de sol, cozinhar, desfiar, cozinhar o aipim… $#$*!@$%#$#$ … na hora de amassar o bendito para fazer o purê descobrimos que a mandioca estava, como chamamos aqui em Minas, toda “encroada”. Estrago feito já que além do adiantado da hora, havíamos bebido algumas taças de vinho e nos faltava animação e condições legais para pegar o carro e sair para comprar um aipim novo. Chegamos a desistir da receita, pensamos: Não se pode ganhar todas, vamos terminar o nosso vinho e mais tarde fazemos um prato qualquer.

Aqui faço uma pausa na história para falar um pouco sobre o Blog. Existe uma secção de receitas chamada “Para salvar a noite” apenas com receitas rápidas e praticas para aqueles dias (ou noites) onde a preguiça fala mais alto ou tudo dá errado mesmo. Não deixe de conferir, aqui está o link.

Voltando ao aipim, resolvemos fazer de tudo para salvar o paciente. Em determinado momento decidimos que o melhor tratamento seria processar o aipim com leite fazendo um creme e não um purê. Depois de passar pelo processador de alimentos e liquidificador conseguimos um creme aveludado sem nenhuma lembrança das fibras que tanto nos causaram problemas.

Enquanto engrossava o creme com um pouco de fécula de batata surgiu a ideia de acrescentar um pouco de azeite trufado. E não é que ficou perfeito?!

Foi assim que surgiu uma receita que entrou no mesmo dia para o Hall of Fame do nosso Blog, não deixe de experimentar, o link para receita está logo abaixo:

Escondidinho de carne de sol com creme trufado de aipim

Escondidinho de carne de sol com creme trufado de aipim

Share This Post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE