Fouet, fuê ou batedor de claras ?!

Por : | 3 Comentários | On : 2 de janeiro de 2014 | Categoria : Equipamentos

Fuê, fouet, batedor de Claras

Fuê, fouet, Batedor de Claras

Até hoje se mostrarmos a foto acima para alguns cozinheiros e perguntarmos qual é o batedor de claras, a resposta será quase sempre o utensílio número (1). Se for alguém “das antigas”, a chance de resposta sobe para 100% (1).

Jovens cozinheiros, principalmente os que o fazem por prazer, tem mais chance de responder que ambos servem para bater claras em neve. Os mais experientes certamente dirão que apesar de ambos servirem para o serviço, definitivamente preferem o número (2).

Eu estou com eles, apesar de ter crescido condicionado a buscar o (1) quando minha mãe ou avó pediam por um batedor de claras. Na verdade fui apresentado ao (2) somente depois de casado e somente fui manusear o meu próprio fuê alguns anos mais tarde.

Muito usado na França, o fuê (ou fouet em francês) nunca fez muito sucesso por aqui. O Brasil, como costumamos dizer, é um caldeirão de culturas. Vocês devem estar se perguntando porque não usamos mais o fuê se parte importante deste caldeirão veio da França, principalmente quando falamos de culinária? Acontece que apesar da grande influência francesa em nossa cozinha, a influência portuguesa também é muito forte, principalmente nos pratos doces. E por lá (em Portugal) o fuê também não é muito famoso (adivinha qual é o mais usado por lá?). Bater claras em castelo, como dizem por lá, só com o batedor da minha avó (1).

O mais curioso é que o nosso famoso batedor (1) também existe na França. Só não é mais usado, acredito eu, devido a grande versatilidade do fuê. Tenho o meu há anos e acredito que nunca o usei para bater claras. Para isso uso a batedeira (exercício é coisa para se fazer na academia).

Mesmo assim, uso o meu fuê praticamente em toda receita que faço. Indispensável quando queremos emulsificar algo e super prático quando não queremos que um molho agarre; chego a usá-lo até para mexer uma canja. Foi essa versatilidade que acabou fazendo o batedor da nossa avó quase sumir por lá. Acredito que esse será o destino dele por aqui também.

Por isso, sem querer iniciar um movimento contra o nosso bom e velho batedor de claras (1), convido a todos a comprarem um fuê na próxima oportunidade e a experimentarem na prática toda a sua versatilidade.

Share This Post!

Comentários (3)

  1. postado por Mari idelzuite pinho em 15 de julho de 2016

    Que legal…e eu sem saber o que era..

  2. postado por Flavio Renato em 7 de setembro de 2016

    Achei bastante interessante o texto. Minha m~]ae costumava a usar apenas o número 1.
    Eu, vendo diversas receitas on-line, percebi que o Fouet é utilizado em diversas propostas.
    Acabei de aquirir o meu. Vamos ver como sairei n cozinha.
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE