Background Image
0 0
Pastel Perohê (perohe, pierogi, vareneky)

Compartilhe em suas redes sociais:

Ou você pode simplesmente compartilhar a URL

Ingredientes

Quantidade de porções
500g Farinha de trigo
1 Ovo(s)
1 copo americano Leite
1 colher para café Sal
Recheio
3 Batata(s) Médias
250g Ricota
1/2 Cebola(s) Média
1/2 colher para café Sal
Molho
400g Lombo porco
2 dentes Alho
1/2 Cebola(s) Média
2 colheres para sopa Banha porco
1 lata Tomate(s) sem pele
1 colher para café Sal

Marque essa receita

Você precisa fazer login ou se cadastrar para marcar este conteúdo.

Pastel Perohê (perohe, pierogi, vareneky)

Tipo:
  • Massas
Cozinha:

Essa é uma receita tradicional da minha avó. Na minha família todo o almoço importante tinha este prato à mesa. Lembro da minha avó passando a manhã toda preparando incontáveis pasteizinhos para o almoço.

  • 60min
  • Porções 4
  • Difícil

Ingredientes

  • Recheio

  • Molho

Instruções

Compartilhar

O prato (perohe) é original da Ucrânia, porém o pastel é bastante comum também na Polônia, onde é conhecido como Pierogi. A receita da minha avó é bastante fiel a original polonesa. Eu provavelmente modifiquei alguma coisa no preparo ao longo dos anos, porém a essência, tenho certeza, ainda esta lá.

A palavra perohe significa pastel em ucraniano e vareneky significa massa recheada.

Temos um Storie mostrando o preparo passo a passo, caso queira assistir clique aqui

A foto que ilustra este post é mais recente, neste dia fizemos o pastel quadrado, mas o tradicional sempre foi em formato de meia-lua.

Essa é a receita que fui modificando ao longo dos anos e que sempre faço. De um antigo caderno de receitas da família eu recuperei a receita original, caso alguém tenha interesse em testar:

receita perohe 2 receita perohe 1

Passos

1
Feito

Massa

Faça um monte com a farinha. No centro coloque o ovo, o fermento e metade do leite. Comece a misturar os ingredientes a partir do centro em direção a borda, isso facilita misturar os ingredientes. Coloque o restante do leite até atingir o ponto adequado para abrir a massa. Neste ponto ela não deve grudar nas mãos. Abra a massa com a ajuda de um rolo e corte círculos de mais ou menos 10cm de diâmetro. Você pode usar a tampa de pote (um achocolatado por exemplo) para cortar os discos. Reserve os discos cobertos por um pano.

2
Feito

Recheio

Cozinha as batatas em uma panela com água. Enquanto a batata cozinha, pique a cebola o mais fino possível. Frite a cebola em óleo de soja até que fique bem escura. Quando ela começar a escurecer você precisa mexer constantemente para que frite uniforme. Quanto mais escura mais amarga, porém é isso mesmo que queremos. A cebola será misturada ao recheio e o amargo vai sumir. Depois de fritas, escorra as cebolas em uma peneira.

3
Feito

Esfarele a ricota com as mãos. Depois de assadas, retire as batatas da água, descasque-as e amasse como se fosse fazer um purê . Em uma vasilha larga misture a batata, a ricota e a cebola frita. Misture bem, cubra com um pano e reserve.

4
Feito

Molho

Limpe a carne de porco removendo ao máximo a gordura. Corte a carne em cubos e tempere com a pimenta. Não coloque sal. Pique a cebola e o alho finamente. Em uma panela média, aqueça o azeite e frite primeiro a cebola, depois o alho. Depois que o alho estiver ficando escuro, coloque a carne de porco na panela para fritar. Mexa de vez em quando. Assim que a carne estiver com todos os lados dourado acrescente os tomates. Mexa sempre, acerte o sal e a pimenta. Deixe reduzir ao ponto que desejar. Eu gosto do molho bastante espesso.

5
Feito

Montagem

Em cada círculo de massa coloque uma colher de sopa do recheio.

6
Feito

Passe um pouco de água com os dedos na borda dos discos para fechar melhor. Aperte as bordas com a ajuda de um garfo.

7
Feito

Em uma panela com água fervente, cozinhe os pasteis até que subam à superfície. Isso deve levar de 5 a 8 minutos. Depois de cozidos escorra toda a água. Sirva em um prato os pasteis cobertos pelo molho. Distribua um pouco do creme de leite sobre o prato e sirva.

Alexandre Litwinski

Ele é um Analista de Sistemas mineiro que passou por uma grande evolução nessa vida! De uma pessoa que simplesmente não gostava de comer (eu não sei como isso é possível) para um talentoso e curioso cozinheiro de mão cheia.

Avaliações da Receita

Ainda não existe avaliaçõe para essa receita, deixe a sua avaliação no formulário abaixo
Talharim caseiro na manteiga com camarões
anterior
Talharim caseiro na manteiga com camarões
Qual a temperatura correta para cozinhar um ovo no sous vide?
próximo
O Ovo Poché Perfeito
Talharim caseiro na manteiga com camarões
anterior
Talharim caseiro na manteiga com camarões
Qual a temperatura correta para cozinhar um ovo no sous vide?
próximo
O Ovo Poché Perfeito

3 Comentários Esconder comentários

Oi, tudo bem? Você viu a receita que eu digitalizei? Peguei do livro de receitas da minha mãe, ela disse que foi a vovó quem escreveu. O papel estava muito velho e faltando aquele pedaço. Aqui a ricota é vendida sempre em embalagens de 400g, procuro usar 1 parte (200g) de ricota para 2 partes (400g) de batata. Abraços.

Muito parecido com a receita da minha vó Olga, essa foi nossa única herança dela. Ela era da Romênia e meu avô da Rússia, não sei se lá também é típico ou ela acabou aprendendo de alguém da Polônia. Nossa receita não vai leite, e sim água na massa. O recheio é só purê de batata e pimenta do reino em grão (não muito). Mas com o passar dos anos , por nossa conta e risco, acrescentamos um pouco de calabresa desfiada e frita. Kkkkk… E para finalizar os Perorrês são cobertos por cebola frita e óleo , muuuita cebola. 😋😋😋

Deixe o seu comentário