Termômetros Culinários

Por : | 0 Comentários | On : 8 de Janeiro de 2014 | Categoria : Equipamentos

Termômetros

Já ouvi pessoas dizendo que eles são coisa de profissional. De outras que são apenas para amadores sem experiência. Eu digo que são instrumentos indispensáveis na cozinha. A minha possui quase uma dezena deles. É verdade que com o tempo e a prática, as técnicas culinárias vão se tornando automáticas. Um bom bife grelhado sai ao ponto certo com pouco tempo de prática. O mesmo não podemos dizer de um assado. Ou estamos falando de um prato que você costumeiramente executa (sempre no mesmo forno) ou conseguir o ponto desejado se torna uma questão de sorte.

A coisa complica mesmo quando falamos de cortes menos comuns ou de carnes exóticas. Por isso o emprego dos termômetros é mais do que bem vindo, chega a ser obrigatório para quem quer o prato executado da melhor forma possível. A minha regra é: os tenha sempre à mão. Se não quiser usar em algum momento, ótimo. Sinal que você já domina a técnica, prato e os equipamentos em questão. O importante é que você não vai querer estragar horas de trabalho em um prato por pura prepotência, vai?

E quais são os melhores termômetros culinários? Depende. Como eu disse tenho quase uma dezena deles, cada um para uma finalidade. Para entender melhor as diferenças podemos dividi-los inicialmente em dois tipos.

Os termômetros analógicos/bimetálicos e os digitais. Os primeiros funcionam mecanicamente, normalmente através da dilatação de dois metais diferentes (normalmente latão, ferro e cobre). São os mais comuns e normalmente os mais baratos.

Para muitas pessoas os termômetros digitais são tidos como mais precisos, e portanto mais eficientes.

Porém quando falamos de termômetros básicos, isso é uma bobagem.

Aproveito para lembrar que não precisamos de termômetros caros e precisos para as técnicas básicas de cozinha. Eles são necessários apenas quando falamos de técnicas mais elaboradas com a de Sous-Vide.

Comparando termômetros de preço semelhantes, eu ficaria com os analógicos. São mais resistentes e não precisam de pilhas. Além de normalmente resistirem ao forno e à lava-louças.

Qual a vantagem dos digitais? Permitem algumas sofisticações tenológicas como alarmes de temperatura e acompanhamento do preparo a distância.

Agora que entendemos a diferença entre os analógicos e os digitais, podemos dividí-los mais uma vez da seguinte forma:

Termômetros de carne

Termômetros Carne

Muito comuns nos EUA, praticamente todos são do tipo bimetálico. Muito práticos, são espetados na carne e fornecem uma medição fácil, normalmente com indicação do ponto (mal passado, ao ponto e bem passado). Podem ser usados em grelhas, churrasqueiras, fornos, etc. Alguns modelos podem inclusive ser usados em cozimentos. Essa foto não é do meu (que não está muito apresentável devido ao grau de “solicitação”). Este está à venda na amazon.com por US$14 (com 4). É importante saber que o ponto da carne ou a temperatura na qual o cozimento deve ser interrompido, varia de acordo com o tipo da carne (boi, frango, etc). Existem kits com termômetros diferentes para os diferentes tipos de carne.

Veja aqui um posto sobre o ponto da carne.

Muito similar aos mostrados acima, estes se diferenciam pela ponta de prova mais longa, o que o torna prático para líquidos ou peças de carne muito grossas.

 2238-06_1

Termômetro para carnes com leitura à distância

Termômetros

Normalmente digital, a grande vantagem é permitir a leitura da temperatura com mais facilidade. Este permite o acompanhamento de até 4 peças ao mesmo tempo e está a venda na amazon.com por U$ 14

Os Termômetros de prova

Termômetros

Não são projetados para permanecer no alimento durante o preparo e sim para realizar medições pontuais, normalmente em intervalos programados para mover, girar ou virar o alimento.

iGrill

Termômetros

Este é um termômetro para carne com leitura a distância bastante especial, isso porque ele pode ser ligado ao seu celular (iPhone e Android) via Bluetooth e através de uma aplicação gratuita, acompanhar o preparo do seu assado ou churrasco de uma forma bastante hi-tech. Depois de espetar o sensor na carne, basta você definir no aplicativo qual o tipo de carne está sendo preparada e o ponto desejado.

A aplicativo avisa quando o ponto escolhido é atingido. Além disso, gráficos mostram o progresso do cozimento o que é bastante útil para entendermos como as diversas técnicas afetam diferentes tipos de carnes. Contudo, não é um brinquedo barato, pode ser comprado nas lojas da Apple nos EUA por US$79.

Share This Post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE